Imagem

Eco 101 anuncia aceleração de obras e promete entregar 48 km duplicados até o fim de 2018

A restruturação do plano de obras representa o cumprimento do compromisso assumido pela Eco 101 com a ANTT

As obras de duplicação da BR101, no Espírito Santo, entram em fase de aceleração. Segundo a Eco 101, as obras estarão concentradas nos municípios de João Neiva, Ibiraçu, Anchieta, Iconha, Viana e Guarapari e a expectativa é de que sejam entregues 48 quilômetros duplicados até o final de 2018.


A restruturação do plano de obras representa o cumprimento do compromisso assumido pela ECO101 com a ANTT, em setembro deste ano, e nova sequência de investimentos será definida, com a revisão quinquenal do contrato. A revisão foi apresentada pela empresa à ANTT e ainda está em fase de análise pelo poder concedente. Com isso, a duplicação da rodovia em sua totalidade estará garantida e será feita ao longo do contrato de concessão.


A aceleração das obras nesses trechos também permitirá uma série de inaugurações no próximo ano. Ao mesmo tempo, novas obras serão iniciadas, tendo como prioridade a duplicação da rodovia. Além do total de R$ 310 milhões de investimentos, outros R$ 110 milhões serão gastos com os custos operacionais do trecho concedido, o que inclui a continuidade da prestação dos serviços de ambulância e guinchos. Esses valores serão garantidos por aportes dos acionistas, de R$ 168 milhões, receita dos pedágios e financiamento do BNDES.


Além da modernização da rodovia, a aceleração dos investimentos também terá impacto no mercado de trabalho. Apenas nestas obras, o total de empregos diretos locais criados deve chegar a 440; indiretamente, as obras devem mobilizar outros 400 trabalhadores e os serviços de sete construtoras do Estado.


INTERVENÇÕES


João Neiva

Na duplicação do trecho será construída uma interseção em desnível no cruzamento existente na comunidade de Caboclo Bernardo, no km 206. A intervenção irá possibilitar aos motoristas o cruzamento da pista ou retorno na rodovia de forma mais segura e independente da via principal. Para implantação desta obra, será necessário realizar um desvio no tráfego que possibilite a construção de dois novos viadutos na pista principal.


Ibiraçu

No segmento, em conjunto com a obra de duplicação será realizada retificação de traçado na pista existente entre os kms 218 e 219 no trecho da curva do Mosteiro. A correção de traçado é necessária para suavizar e adequar curvas muito fechadas, compatibilizando com a velocidade da via. Como a BR101 foi construída entre as décadas de 1950 e 1970, o projeto original foi desenvolvido para o tipo de veículo que trafegava na rodovia naquele tempo, por isso a necessidade desta correção. No caso da duplicação do trecho de Anchieta, a ECO101 entregará a duplicação de 2,5 quilômetros na primeira quinzena de novembro.


Iconha

Na nova pista totalmente duplicada, com 8 quilômetros de extensão, serão implantadas duas novas interseções em desnível nos extremos norte e sul do contorno. O objetivo destes dispositivos é possibilitar ao motorista tanto utilizar a nova via pelo contorno quanto acessar o perímetro urbano de Iconha de forma segura. Além desses viadutos, ao longo do traçado serão implantadas duas pontes de aproximadamente 40 metros sobre o rio Iconha. A previsão de conclusão destas obras é o 1o semestre de 2018.


Viana e Guarapari

Entre Viana e Guarapari, a duplicação ocorrerá a partir do trevo com a BR 262, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Junto com a duplicação, a concessionária construirá um novo trevo que possibilitará o cruzamento em desnível entre as duas principais rodovias que cortam o Estado, a BR 101 e BR 262. Com isso, os veículos não precisarão mais parar para seguir viagem no sentido Vitória, Guarapari ou Belo Horizonte.


ACIDENTES 

As discussões sobre as obras de duplicação voltaram à tona com o grande número de acidentes na BR-101. Pelo menos 140 pessoas morreram em acidentes na rodovia e, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 1.746 ocorrências foram registradas até o final do mês de setembro no Estado.


No início deste mês, um grave acidente com incêndio de veículos deixou quatro pessoas mortas, em Viana. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu na altura do km 304, na BR-101, próximo ao Posto Canaã.


Em setembro, um microônibus que transportava integrantes de um grupo de dança alemã de Domingos Martins foi atingido por um caminhão e acabou pegando fogo em Mimoso do Sul. Onze pessoas morreram.


Em junho, uma outra tragédia chamou a atenção dos capixabas no trecho localizado em Guarapari. A batida envolveu um ônibus interestadual, uma carreta carregada com uma pedra de granito e duas ambulâncias. No total, 23 pessoas morreram. 

Fonte: folhavitoria

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!