Imagem

Alimentando os fashionistas: Gucci aposta em alta cozinha

Gucci abre restaurante de luxo na Itália

Por Giulia Segreti

FLORENÇA, Itália (Reuters) - É tudo uma questão de gosto. Marcas de luxo estão acostumadas a atrair fashionistas, mas agora estão apostando na alta costura para a alta cozinha. A Gucci abriu em Florença, nesta terça-feira, um restaurante de 50 lugares, Gucci Osteria, onde o chefe Massimo Bottura, três estrelas Michelin, vai servir pratos de alta qualidade.

A casa de moda italiana, de propriedade da Kering, não é a única companhia de luxo a se aventurar na gastronomia. A LVMH anunciou no final do ano passado que irá abrir uma segunda filial de sua mercearia gourmet La Grande Epicerie em Paris, dias antes da Tiffany’s & Co abrir seu Blue Box Café em Nova York.

“As grandes marcas estão seguindo para onde o dinheiro de seus clientes de gastos elevados está indo”, disse Fabrizio Pini, professor e diretor do Mestrado Internacional em Gereciamento de Luxo, da escola empresarial de Milão MIP Politecnico.

A Gucci e suas rivais não esperam que estes investimentos gerem retornos financeiros significativos, por ora, mas são vistos como uma maneira de expandir suas marcas globais. Em alguns casos, restaurantes também podem ser maneiras de maximizar locais de compra em grandes centros urbanos, conforme clientes compram online cada vez mais.

O restaurante da Gucci fica atrás dos muros do Palazzo dela Mercanzia, do século 14, com vista para a praça mais famosa da cidade, Piazza dela Signoria. Visitantes podem pedir pratos como Parmigiano Reggiano tortellini, tostadas com inspiração peruana, pães de barriga de porco e risoto de cogumelo por 20 a 30 euros por prato.

Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!